28 outubro 2010

As Cartas do Novo Testamento

Epístola é a mesma coisa que carta. No Antigo Testamento, dentro de alguns livros, é citado o conteúdo de algumas cartas (cf.2Mc 1). Mas é no novo Testamento que as cartas foram conservadas em abundância e como parte integrante da revelação de Deus. No Novo Testamento, as cartas se dividem em: cartas paulinas e cartas católicas.
As cartas paulinas
Paulo foi quem criou a comunicação escrita para o Novo Testamento e foi aquele que mais escreveu. Suas Cartas são anteriores aos textos dos Evangelhos. Quais os motivos que o levaram a escrever? Sem dúvida, suas Cartas são pastorais. Procuram iluminar, com o Evangelho, os problemas enfrentados pelas comunidades cristãs. Ele não inventa teorias, mas tenta, a partir das dificuldades, mostrar o que significa ser cristão, naquele momento e naquele lugar determinado. Por isso é que certas soluções por ele apresentadas devem ser entendidas à luz dos problemas e da realidade que tal comunidade viveu (cf. 1Cor 11,2-16).
Photo Credit: cynthiacloskey
Paulo escreveu em grego, mas seu modo de pensar é, na maioria das vezes, o de mestre judeu. Para nós não é fácil acompanhar seu raciocínio. O Antigo Testamento passa necessariamente por Jesus Cristo. Este, com sua vida e pregação, ilumina o ser e o agir do cristão. É por isso que, em suas cartas, encontramos muitas citações do Antigo Testamento. Mas os ensinamentos aí contidos não chegam ao cristão sem serem iluminados, refeitos ou anulados pela pregação e vida de Jesus Cristo, a quem o cristão aderiu pela fé.
São correspondências enviadas a diversas comunidades cristãs: uma aos romanos, duas aos coríntios, uma aos gálatas, uma aos efésios, uma aos filipenses, uma aos colossenses, duas aos tessalonicenses, duas a Timóteo, uma a Tito e uma a Filêmon. A carta aos hebreus é propriamente um sermão e não pertence a Paulo.
As cartas católicas
São sete cartas escritas por outros apóstolos: uma de São Tiago, duas de São Pedro, três de São João e uma de São Judas. A palavra católica significa universal. Essas cartas são assim chamadas porque não foram escritas para uma comunidade ou pessoa em particular, mas endereçadas a toda a Igreja, ou seja, são universais.
Adaptado de: STORNIOLO, Ivo; BALANCIN Euclides Martins. Conheça a Bíblia. 7ª ed. São Paulo: Paulus, 1986.

Um comentário: